Você se preocupa com o que os outros pensam? 6 sinais que sim

3 min


25 shares
Você se preocupa com o que os outros pensam

Você se preocupa com o que os outros pensam, então, toma algumas atitudes que não tomaria se não estivesse com todos estes sentimentos.

Quando você se preocupa com o que os outros pensam de forma exagerada, sua vida pode ser afetada e nem sempre para o bem. Isto porque acabamos nos deixando de lado para agradar apenas o outro.

É normal querer ser admirado e amado pelas pessoas, estar rodeado de amigos e pessoas queridas faz bem para nossa saúde emocional. No entanto, se deixar de lado e trair seus próprios sentimentos porque você se preocupa com o que os outros pensam de forma exagerada, pode te causar problemas.

Vamos ver alguns sinais de que você se preocupa com o que os outros pensam de você de forma prejudicial:

  1. Você faz coisas que não quer fazer e se ressente.
  2. Você não sente mais que sabe o que quer.
  3. Você tem medo de dizer o que realmente pensa.
  4. Você gasta tempo com pessoas de quem não gosta ou evita pessoas por medo.
  5. Você luta para tomar suas próprias decisões.
  6. Você imagina que as pessoas estão chateadas com você quando elas realmente não estão.

Nós não queremos apenas ser amados, também precisamos ser autênticos, viver de forma única e pensar por conta própria. Todas estas expectativas sobre a vida precisam estar balanceadas e caminhar juntas.

Nos desenvolvemos quando nos relacionamos com os outros, e ainda assim, pensamos e agimos de forma independente. É preciso fazer as duas coisas e não apenas uma delas.

Se você possui pensamentos automáticos como “ninguém gosta de mim” ou “preciso fazer com quê gostem de mim”, precisa ficar alerta. Estes pensamentos e sensações podem te colocar em uma situação em quê você se preocupa com o que os outros pensam de um jeito que não é saudável.

O que fazer sobre isso?

1. Procure se sentir amado

Se relacione com pessoas que vejam seus pontos fortes e acredite no que eles te dizem. Se sentir que alguém esta pensando algo ruim a seu respeito, apenas pergunte a pessoa se esta tudo bem. É importante se sentir amado.

Bernard Baruch disse: “Seja quem você é e diga o que você sente, porque aqueles que se importam não importam, e aqueles que importam não se importam”.

2. Enfrente a rejeição, ela existe para todos.

Afinal de contas, se todo mundo gosta de você, você provavelmente não esta sendo honesto consigo mesmo. Simplesmente porque não é possível agradar a todos. Faz parte da vida não se dar bem com um e outro por aí. O que de pior pode acontecer quando uma pessoa não vai com a sua cara, afinal?

3. Tenha tempo para você

Ter um tempo para si mesmo te faz ouvir seus próprios pensamentos sem se preocupar com as vozes dos outros. Tente ser feliz até mesmo nos momentos em quê se esta sozinho e perceba que você não depende dos outros para tudo.

4. Dê valor a sua opinião

Dependendo de onde você esteja, é sensato guardar certas opiniões para si mesmo. Mas em situações em quê as pessoas estão colocando seus pontos respeitosamente e trocando idéias a respeito de muitos assuntos, você pode exercitar dar sua opinião de forma respeitosa. Não tenha medo, apenas diga sua opinião com todo o respeito que você gostaria que tivessem com você e provavelmente as coisas darão certo.

5. Defina suas prioridades na vida

Faça uma lista do quê considera realmente importante em sua vida e coloque na geladeira. Olhe para esta lista todos os dias para não se esquecer do que realmente importa. Assim, qualquer situação onde você se sinta criticado e desvalorizado, terá menos importância do que as coisas que estão em sua lista e isto será libertador.

6. Se inspire no melhor

Procure por pessoas ou situações inspiradoras que gerem em você a vontade de superar como estes personagens ou situações. Se inspire nos melhores e use suas histórias de superação como incentivo para continuar e superar seus próprios medos.

Para muitas pessoas, deixar seu toque pessoal e único no mundo é o que dá sentido as suas vidas. Viver para e pelos outros nos adoece e deprime, viva pensando em você também e equilibrando sua vida de forma harmônica.

É bom pensar nos outros e no quê eles pensam, pois isso nos ajuda a ser empáticos com a dor e vivência dos outros, mas também é muito importante ouvirmos nossas próprias demandas pessoais. Há momentos na vida em quê você é sua maior prioridade.

Leia também:

 

 


Like it? Share with your friends!

25 shares

What's Your Reaction?

Amei Amei
0
Amei
Nossa! Nossa!
0
Nossa!
Own Own
0
Own
Gostei Gostei
0
Gostei

Comments

comments

error: Content is protected !!